Pesquisa em educação especial: cenários de formação docente e de práticas pedagógicas inclusivas

R$0.00

Os trabalhos apresentados neste livro, seja sobre a formação para práticas pedagógicas inclusivas ou de investigação das mesmas, são parte de um cenário mais amplo do processo de construção de uma educação de qualidade, onde se evidencia o compromisso com a (trans)formação docente como condição de trans(formação) das práticas, com vistas à inclusão escolar de alunos público-alvo da educação especial e inclusiva. Dessa perspectiva, os contextos de formação não se separam das práticas senão por questões didáticas, no esforço de definição das especificidades de cada conjunto de pesquisas.
Nos trabalhos, os objetivos de formação, se realizam na relação estreita com o trabalho pedagógico, buscando sua transformação, o que implica a compreensão de sua dimensão política e o reconhecimento da função social do professor e da escola. Os estudos não se limitam ao elogio às práticas, mas buscam contribuir para que, nestas, os professores superem concepções ultrapassadas sobre seus alunos, aprendendo a trabalhar com eles e conhecendo-os em processos de intervenção pedagógica e formativa que conduzem à reflexão e enfatizam a participação colaborativa de alunos e professores (e pesquisadores).
Maria de Fátima Carvalho

(Downloads - 101)

Categoria:

Descrição

Os trabalhos apresentados neste livro, seja sobre a formação para práticas pedagógicas inclusivas ou de investigação das mesmas, são parte de um cenário mais amplo do processo de construção de uma educação de qualidade, onde se evidencia o compromisso com a (trans)formação docente como condição de trans(formação) das práticas, com vistas à inclusão escolar de alunos público-alvo da educação especial e inclusiva. Dessa perspectiva, os contextos de formação não se separam das práticas senão por questões didáticas, no esforço de definição das especificidades de cada conjunto de pesquisas.
Nos trabalhos, os objetivos de formação, se realizam na relação estreita com o trabalho pedagógico, buscando sua transformação, o que implica a compreensão de sua dimensão política e o reconhecimento da função social do professor e da escola. Os estudos não se limitam ao elogio às práticas, mas buscam contribuir para que, nestas, os professores superem concepções ultrapassadas sobre seus alunos, aprendendo a trabalhar com eles e conhecendo-os em processos de intervenção pedagógica e formativa que conduzem à reflexão e enfatizam a participação colaborativa de alunos e professores (e pesquisadores).
Maria de Fátima Carvalho